terça-feira, 30 de outubro de 2012

Celebration Day

Trinta e dois anos após o fim da banda, cinco anos desde a última apresentação e 13 dias após o lançamento mundial do filme, eu finalmente assisti ao Led Zeppelin "ao vivo".

Empolgante, irresistível, surpreendente, extasiante, e muitos outros "ante's" não serão capazes de descrever a catarse instalada com a apresentação exibida nas salas de cinema do país. O show, originalmente ocorrido em 10 de dezembro de 2007, resgatou o que o Led tinha de melhor. A exceção óbvia, ficou pela ausência do incrível homem das quatro baquetas, John Bonham, substituído por seu filho, um Jason Bonham bastante inspirado e emocionado.

Para os que não poderam prestigiar um show do quarteto durante o final dos anos 60 e toda a década de 70, ou para aqueles que nem eram nascido na época - e aqui me encontro - vale a oportunidade de cantar, em uníssono, os inesquecíveis sucessos da banda.